Facebook
FoneFone: (49) 3323-5177 | (49) 3323-2122

Escolas publicas, Universidades, Institutos Federais e Também Escolas particulares aderiram as manifestações dessa quarta-feira pela país contra os cortes de R$ 1 bilhão e 700 milhões de reais, do governo federal a educação.

Os cortes atingem 24,84 dos gastos não obrigatórios discricionários o que representa 3,43% do Orçamento total das 63 Universidades, 38 IFS, FIES, e Fundeb.

Em Chapecó, o Dia 15 de maio foi movimentado em Chapecó, com estudantes, professores ocupando a Praça Coronel Bertaso.

Durante a quarta-feira foram realizados aulões na Praça, e ato em frente a Gered na parte da tarde.

De acordo com o Reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul, Jaime Giolo, a mobilização incorporou não somente as universidades publicas, mas também o ensino fundamental, e redes particulares.

O Reitor acredita na ação dos poderes constituídos do estado, municípios e do parlamento brasileiro para convencer o governo federal a rever a dimensão dos cortes na educação.

Para o presidente do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul, Derick Hom, as manifestações integraram os movimentos estudantes e universitárias em todo o Brasil na defesa da educação.

 

Crédito imagem: Desacato



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3323-5177
(49) 3323-2122