Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

Balsa opera em caráter experimental na travessia da Rota do Milho

Em artigo liberado a imprensa, o presidente da Federação Catarinense de Agricultura, José Zeferino Pedroso, voltou a manifestar preocupação com o déficit de milho no estado, e a defender a imediata instalação do corredor do milho oriundo do Paraguai.

De acordo com Zezo Pedroso, o milho é o cereal que impacta profundamente na realidade do agronegócio catarinense.

Em 2018, foram cultivados pouco mais de 300 mil hectares de lavouras. A produção estadual, que já atingiu 4 milhões de toneladas/ano (2007/2008), caiu para 2,5 milhões na safra 2018/2019.

Santa Catarina é o 8º Estado em produção de Milho, porém o 2º maior consumidor do País.

Para Pedroso, a Rota do Milho será benéfica para as cadeias produtivas da avicultura, suinocultura e pecuária leiteira.

A solução começou a se concretizar. A balsa que fará a travessia internacional da Rota do Milho, ligando os portos fluviais paraguaio e argentino chegou e já está operando em caráter experimental.

O equipamento tem capacidade para transportar 14 caminhões de 37 toneladas ao mesmo tempo.

Dentro de 60 dias – tempo necessário para as formalizações de praxe – a Rota do Milho começa a operar regularmente.



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3323-5177
(49) 3323-2122