CONTATO

  • (49) 3323-5177
  • (49) 3323-2122
  • (49) 3323-0516

Destaque

Fotografia destaque

22/05/2017

Caso Luiz Otávio: Chapecoense tem até as 18h de hoje (22) para se defender. Conmebol diz que decisão sai até a noite desta terça (23)

Últimas
da
Chape

Astrit Tozzo é absolvida da acusação de uso da máquina pública no pleito de 2016

Notícia postada em 11/05

E a vereadora Astrit Tozzo, do PSD, foi absolvida da acusação de crime eleitoral, uso da máquina pública para obter votos.

Na ação, o Promotor Eleitoral Fabiano David Baldissareli, que atua perante a 35ª Zona Eleitoral, justificou que apesar de se desincompatibilizar do cargo de secretária Municipal em fevereiro de 2016 para concorrer às eleições, Astrid teria utilizado a máquina pública em favor de sua candidatura.

Além da ex-Secretária Municipal de Educação, o procedimento também envolvia três servidoras comissionadas da Secretaria, indicadas pela vereadora aos cargos.

Segundo a denuncia do Ministério Público Eleitoral, no mês anterior às eleições, foram concedidas férias para quase 30% das gestoras da rede educacional do município, com o único intuito de elas trabalharem pela eleição da ex-Secretária ao cargo de vereadora.

O juiz Alexandre Ratke, da 35ª Zona Eleitoral, julgou improcedente a acusação.

Durante participação ao vivo no Programa Primeira Hora, a vereadora volta a reafirmar a lisura no processo eleitoral de 2016.

Astrit Tozzo, ilustra que o apoio obtido na educação, foi de pessoas que acreditam no trabalho desenvolvido na pasta e na Câmara.

Conteúdo disponível sob Licença Creative Commons     |     Desenvolvido por Infoway Soluções em Informática