Facebook
FoneFone: (49) 3323-5177 | (49) 3323-2122

O preço pago ao produtor do leite tem alta de 11,2% em Santa Catarina. eca, excesso de chuva, greve dos caminhoneiros, desestímulo pelos preços baixos, contribuiu nos últimos meses, para a diminuição da produção de leite no Brasil.

O preço pago ao produtor do leite tem alta de 11,2% em Santa Catarina.

O preço foi influenciado pela menor oferta do produto aos consumidores.

Seca, excesso de chuva, greve dos caminhoneiros, desestímulo pelos preços baixos, contribuiu nos últimos meses, para a diminuição da produção de leite no Brasil.

O Conselho Paritário Produtor/Indústrias de Leite do Estado de Santa Catarina, reunido em Joaçaba, anunciou os valores de referência para este mês de junho com projeção de 11,2% de aumento.

O leite entregue em junho para processamento industrial a ser pago em julho pelos laticínios terá aumento de 12 a 15 centavos/litro.

Os valores projetados são os seguintes: leite acima do padrão R$ 1,57/litro; leite padrão R$ 1,28 e abaixo do padrão R$ 1,18.

Os valores se referem ao leite posto na propriedade com Funrural incluso.

Santa Catarina é o quarto produtor nacional.

O Estado gera 3 bilhões de litros ao ano. Praticamente todos os estabelecimentos agropecuários produzem leite, o que gera renda mensal às famílias rurais e contribui para o controle do êxodo rural.

O oeste catarinense responde por 75% da produção.

Os 80.000 produtores de leite (dos quais, 60.000 são produtores comerciais) geram 9 milhões de litros/dia, mas a capacidade industrial está estruturada para processar até 10 milhões de litros de leite/dia.



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3323-5177
(49) 3323-2122