Facebook
FoneFone: (49) 3361-3110

PDT suspende Tábata Amaral e outros sete deputados favoráveis a Reforma da Previdência

O PDT oficializou nesta quarta-feira (17/07) a decisão de abrir um processo disciplinar contra a deputada Tabata Amaral (SP) e outros sete deputados que contrariaram o partido e votaram a favor da reforma da Previdência, no primeiro turno, no plenário da Câmara.

A decisão foi tomada pela comissão de ética nacional da legenda.

Pelo estatuto do partido, as punições variam de uma advertência até a expulsão.

A comissão tem 45 dias para elaborar um parecer de consultas e a decisão será tomada, após análise, pelo diretório nacional.

Em nota, o partido defende que a decisão é coerente com a reunião do Diretório Nacional de março, na qual a legenda fechou questão por unanimidade contra a reforma da previdência.

Ainda assim, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, diz que acredita na mudança de posicionamento dos deputados no segundo turno da votação da reforma na Câmara, em agosto.

A reforma da Previdência foi aprovada em 1º turno por 379 votos contra 131. O projeto precisava de 308 para passar. Três parlamentares se abstiveram. Desde então, a Câmara dos Deputados analisa os destaques, que envolvem temas como o regime de aposentadoria dos professores.

 



NEWSLETTER

Assine a nossa newsletter para receber as novidades da nossa Super Condá!


Fale conosco

Entre em contato conosco, envie suas sugestões.

(49) 3323-5177
(49) 3323-2122